Do Porto para a tv / de Portugal para todo o mundo

Assim começava o hino que alegremente aprendi em outubro de 2011, altura em que ingressei no 1º ano da licenciatura em Jornalismo e Ciências da Comunicação. Essa licenciatura – que era na altura um “bebé” – assinalou anteontem, 14 de outubro, o seu 15º aniversário (nada de pânico!! Só passaram 15 anos!!!). O momento foi assinalado com uma palestra e um conjunto de várias “mesas redondas”, tendo reunido alunos, ex-alunos, professores e funcionários que por lá passaram e por lá continuam, muitos deles. Para quem não conhece e/ou não sabe nada sobre este curso, pode dizer-se que, na verdade, tratou-se quase de uma reunião de amigos.

Ingressei em JCC em 2001, ou seja, no 2º ano em que o curso estava a ser lecionado, mais por uma questão de proximidade geográfica que pela qualidade do ensino (sobre esta, aliás, pouco ou nada se sabia, a não ser que estava alinhada com aquela que seria a qualidade da Escola Superior de Jornalismo, entretanto encerrada, e da qual transitaram muitos dos profissionais que vieram abrir o novo curso). Fiquei imediatamente mal impressionada com o edifício, de um rosa antigo e desbotado, com poucas acessibilidades e praticamente zero rostos conhecidos. Ainda bem que essa primeira impressão não passou disso mesmo, de uma primeira impressão que foi rapidamente ultrapassada pela forma como fui recebida e – soube-o mais tarde, mas não muito mais – pelos Amigos que ali fiz e que permanecem até hoje.
Guardo num local muito especial do meu coração as vezes em que viemos para a rua tentar entrevistar alguém a propósito da crise (pasmem-se, há 14 anos também já estávamos em crise), os textos com títulos “rapioqueiros” que escrevemos sob pressão, os diretos simulados nos estúdios, as horas na régie, os problemas no “profile” como explicação para qualquer problema informático, o “bom dia minha senhora! Como está minha senhora?” de alguns professores, a primeira vez que ouvi o termo “tarimba” ou a primeira vez que ouvi alguém apelidar os jornalistas de “cervejeiros”; guardo ainda com um carinho imenso o companheirismo que só pode existir entre pessoas que partilham a mesma paixão e contornam obstáculos próprios de um curso a arrancar.

Estou convicta que o facto de o curso ter sido alicerçado em 4 faculdades / áreas do saber distintas, e de nos encontrarmos fisicamente distantes de todas essas faculdades e, por isso, relativamente isolados de outros pólos universitários, foi igualmente crucial para o desenvolvimento desta relação de enorme companheirismo que transcendeu os próprios alunos e abrangeu professores e funcionários.

Em boa verdade, a minha paixão pelo jornalismo acabou por esmorecer lá para meados do segundo ano, quando decidi enveredar por multimédia, mas como permanecemos todos juntos nos mesmos edifícios, foi fácil fortalecer os laços que se tinham criado, como tem sido fácil mantê-los até hoje.

Não sou, certamente, a única ex-aluna que olha com um orgulho imenso para o caminho percorrido por JCC (construído pelos seus alunos, corpo docente e auxiliar) até se tornar hoje na referência que é em termos do ensino do Jornalismo em Portugal. Não sou igualmente a única a reconhecer que daquela casa saíram (e continuam a sair) excelentes profissionais que estão espalhados por todos os órgãos de comunicação de referência (se é que hoje podemos aplicar este termo ao jornalismo). Infelizmente, também não serei a única a lamentar profundamente o caminho inverso que fez o jornalismo – grosso modo – em Portugal, pautando-se cada vez mais por regras e interesses que pouco têm de informativo e ainda menos de serviço público.

Mas isso seria toda uma nova história, uma nova novela, e por ora não temos tempo para isso porque este é um momento de celebração. Conto os minutinhos até sábado, altura em que vou festejar devidamente num jantar com vários amigos e ex-colegas de curso e celebrar o facto de um dia nos termos cruzado na busca por um sonho comum.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s